COMPETÊNCIAS REQUERIDAS DOS PROFISSIONAIS DO FUTURO NA PERSPECTIVA DE EMPREENDEDORES/EMPRESÁRIOS E GESTORES

  • Yluska Bambirra Assunção LATACI Research Institute
Palavras-chave: Profissional do futuro, Conhecimento, Habilidade, Atitude, Competência

Resumo

Esta dissertação se propôs a analisar as competências requeridas dos profissionais que atuarão no mercado de trabalho entre os anos de 2015 e 2035, sob a perspectiva de empreendedores/empresários e gestores. A fundamentação teórica considera o cenário contemporâneo do mundo do trabalho, caracterizado por sua complexidade, imprevisibilidade e instabilidade; as características das empresas do futuro segundo a literatura sobre o tema e os conceitos de competência e qualificação profissional nas perspectivas francesa e americana. A pesquisa de campo adotou uma abordagem quanti-qualitativa, é descritiva e utilizou para a coleta um questionário online com perguntas abertas para possibilitar a expressão dos sujeitos de pesquisa. Priorizada a perspectiva americana, os conceitos de "conhecimentos", "habilidades" e "atitudes" que compõem o construto competência, orientaram a formulação das questões que compuseram o instrumento de coleta de dados. Foram enviados 350 questionários aos sujeitos de pesquisa e obtidos 111 questionários válidos que totalizaram 1.307 respostas. Essas respostas foram agrupadas em subcategorias e por meio da análise de conteúdo e tratamento estatístico dos dados foram analisados e interpretados os resultados. Como resultado, aponta-se a predominância das atitudes (posturas e comportamentos relacionados à prática profissional) entre as competências requeridas de um profissional no futuro. A proatividade foi a atitude que obteve maior frequência, seguida pela orientação para resultados, o comprometimento, a capacidade de adaptação, de trabalhar em equipe, de colaborar e de solucionar problemas. Ser resiliente é outra atitude bastante citada, que reflete a necessidade dos profissionais aprenderem a lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas, características do mundo moderno. A disponibilidade para aprender e a atualização permanente também são consideradas relevantes para a vida profissional nos próximos anos. Verificou-se, ainda, que serão requeridas dos profissionais habilidades de comunicação, criatividade, relacionamento interpessoal e liderança, entre outras. A pesquisa sinalizou que entre os conhecimentos mais valorizados estão a necessidade de dominar o idioma local, o Português, considerando boa fluência verbal e boa redação, assim como uma ou mais línguas estrangeiras. Em seguida, destacam-se a informática e a tecnologia, tanto na forma de programadores quanto de usuários de sistemas, aplicativos e ferramentas que facilitem a geração e a gestão da informação, contemplando ainda as novas tecnologias, como, por exemplo, o Design thinking. A pesquisa permitiu caracterizar de forma mais organizada a percepção de futuro dos empreendedores, empresários e gestores a respeito das competências e contribui para a aproximação da teoria à prática das organizações, dos administradores e dos futuros profissionais.

Publicado
2015-12-31
Seção
Teses e Dissertações

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##